APRESENTAÇÃO

O Curso de Graduação em Administração da Faculdade Integrada de Santa Maria teve sua origem ligada à evolução natural da oferta dos cursos técnicos da Escola Técnica Santa Clara e, em especial, à experiência acumulada com o curso Técnico em Administração. O êxito obtido no ensino de nível técnico estimulou a mantenedora Santa Clara Cursos e Treinamentos Ltda a atender uma demanda crescente por ensino superior de qualidade na área de administração.

A autorização para funcionamento do MEC, concedida através da Portaria Nº 3.470, de 18/11/2003, e publicada no DOU em 19/11/03, estabeleceu a base legal que permitiu o início das atividades acadêmicas em março de 2004 e teve seu reconhecimento pela portaria Nº 834, de 14 de abril de 2011. Assim, com a prerrogativa de formar profissionais com o título de Bacharel em Administração, o curso fundamentou-se na concepção pedagógica da educação integral e multidisciplinar.

Uma breve consideração sobre os aspectos geoeconômicos e educacionais do município de Santa Maria e da região central do Estado do Rio Grande do Sul permite evidenciar a pertinência da missão institucional da Faculdade Integrada de Santa Maria e do Curso de Administração. Com efeito, a localização geográfica privilegiada no centro do Estado, o aporte cultural de múltiplas etnias e a histórica condição de entroncamento ferroviário fizeram convergir variadas influências, determinando o caráter comercial e cosmopolita do município. A vocação acadêmica deve-se à obra educacional pioneira de instituições confessionais, que foi mais tarde consolidada pela eminente empresa do Prof. José Mariano da Rocha Filho, ao administrar a implantação da primeira universidade federal no interior do Estado. A Universidade Federal de Santa Maria passou a atrair um contingente cada vez maior de jovens em busca de ensino superior, propiciando o surgimento de outras instituições de ensino.

O município de Santa Maria, com 261 027 habitantes no senso IBGE/2010 e apresenta-se como um destacado pólo educacional e destaca como pólo empresarial. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para o ano de 2008, o município apresentou um Produto Interno Bruto de R$ 3 855 271,743 mil reais, certamente a grande massa e fluxo monetário na cidade de Santa Maria dependem fundamentalmente do serviço público. Como já salientado anteriormente, Santa Maria destaca-se na região, no estado e no país como cidade portadora das seguintes funções relacionadas à prestação de serviços: comercial, educacional, médico hospitalar, rodoviário e militar policial.

Estas funções urbanas terciárias absorvem mais de 80% da população ativa da cidade, salientando-se principalmente o setor ocupado em atividade comercial e educacional. Ainda no aspecto funcional da cidade, aparece em segundo lugar o setor primário (agropecuário) e em terceiro lugar, o setor secundário, que no geral são indústrias de pequeno e médio porte, voltadas principalmente para o beneficiamento de produtos agrícolas, metalurgia, mobiliários, calçados, laticínios, etc.

Com base em dados da Organização das Nações Unidas, Santa Maria ocupa o 45º entre as cidades com melhor qualidade de vida no Brasil e o 9º lugar entre as cidades do Rio Grande do Sul. A vocação acadêmica e a estrutura econômica de Santa Maria oferecem o suporte adequado às prementes necessidades por qualificação profissional na área da administração. Trata-se de tendências observadas globalmente e que associam o desenvolvimento econômico às competências gerenciais.

Em especial, os bacharéis egressos do Curso de Administração possuem a formação técnica e humana que contempla o perfil exigido pelas organizações públicas e privadas em seus desafios por desenvolvimento sustentável.