Notícias

Esta página foi visualizada  196  vezes


03/10/2018 15:31:53


Autor: imprensa

Título:
Curso de Enfermagem da FISMA promove ação envolvendo o Setembro Amarelo

Resumo:
Durante o mês de setembro, período em que se busca debater para prevenir o suicídio, diversas atividades com a temática envolvendo o Setembro Amarelo foram promovidas pelo curso de Enfermagem da FISMA.


Uma das atividades foi desenvolvida pela professora Marilaine Menezes, supervisora no Curso de Enfermagem da FISMA, juntamente com acadêmicos do 4º semestre deste curso, que realizaram uma ação na Casa da Criança em Santa Maria. O objetivo da atividade foi distribuir, para professores e estagiários, mensagens de otimismo, fôlderes explicativos identificando sinais e sintomas da Depressão, bem como promover educação e saúde, por meio de orientações às pessoas sobre serviços que prestam ajuda no contexto da temática trabalhada. Salienta-se que o material foi desenvolvido pelo próprio grupo de alunos e pela professora.

A sensibilização sobre esta temática também foi pauta da atividade desenvolvida no dia 26 de setembro, por um grupo de alunos de diferentes semestres do curso de Enfermagem, orientados pelas supervisoras do curso, Denise Conterato e Cecília Pedro, as quais distribuíram material de conscientização na Policlínica Wilson Aita, no centro de Santa Maria. Esta ação fez parte da programação da Semana de Responsabilidade Social da FISMA.

Já a professora Aline Wachholz, que ministra a disciplina de Saúde Mental, no curso de Enfermagem da FISMA, desenvolveu juntamente com os acadêmicos que cursam esta disciplina (cursos diurno e noturno) ações para orientação e prevenção à saúde. Dessa forma, foram desenvolvidos materiais informativos – como cartazes e fôlderes – sobre a valorização da vida, que foram entregues junto com laços amarelos para a comunidade acadêmica da FISMA (discentes, docentes, direção e trabalhadores). Sobre a temática do Setembro Amarelo, a professora Aline comenta que “é muito importante que seja esclarecida e divulgada, por se tratar de um problema atual de saúde pública brasileiro”. Ela ressalta ainda que “devemos preparar nossos alunos para que sejam educadores em saúde e orientem a comunidade da qual fazem parte e desenvolvem suas práticas de saberes”.



 Uma das ações foi desenvolvida por alunos do curso de Enfermagem na sede da FISMA.

Uma das ações foi desenvolvida por alunos do curso de Enfermagem na sede da FISMA.